Cresce o interesse por empréstimos com garantia de imóvel

mercadoFinanciamento – Postada em: 07/11/2016

Cresce o interesse por empréstimos com garantia de imóvel

 * Nerian Gussoni
  Home Equity é uma modalidade de crédito de longo prazo destinada a clientes pessoas físicas, no qual um imóvel é dado como garantia do empréstimo (alienação fiduciária do imóvel1). Ainda pouco conhecida no Brasil, o home equity despertou interesse da população nos últimos cinco anos, reflexo do crescimento do endividamento do brasileiro que se viu obrigado a renegociar dívidas. A inadimplência alta expandiu o conhecimento para outras opções de aquisição de crédito com juros mais baratos. Além disso, há o movimento de pequenos empresários,com dificuldades no mercado,enxergarem no produto uma forma degerar capital, através do seu imóvel particular,e dar continuidade aos investimentos programados.
O público consumidor do crédito com garantia de imóvel tem como objetivo viabilizar sonhos, projetos ou equalizar dívidas de acordo com sua capacidade de renda. Como exemplos de utilização podemos citar: reforma ou ampliação de imóveis, investimento na sua própria educação ou dos filhos, aquisição de imóveis de lazer, investimentos culturais (viagens, etc) ou até mesmo investimentos em pequenos negócios da família. O empréstimo com garantia de imóvel apresenta taxas de juros baixas, inferiores aos 2% ao mês, e o prazo de pagamento longo (até 15 anos).Tendo em vista estes fatores, o produto caracteriza-se como uma opção que não deve ser deixada de lado para quem necessita tomar um empréstimo, principalmente para àqueles com imóveis livres de restrições.
Nerian Gussoni é superintendente do Banco Máxima, tem 26 anos de experiência em negócios imobiliários
Nerian Gussoni é superintendente do Banco Máxima, tem 26 anos de experiência em negócios imobiliários
  No Banco Máxima, a procura pela home equity aumentou 48%no período e janeiro a setembro de 2016,sendo que o volume contratado no mesmo período cresceu 30% se comparado com o mesmo período de 2015. A análise de crédito é rápida, 48 horas para assalariados e 72 para microempresários, mas a liberação do dinheiro depende da documentação do imóvel e do registro em cartório. O Banco Máxima tem como valores mínimos e máximos, respectivamente R$ 30 mil e R$ 2 milhões. Em média, os empréstimos são 40% do imóvel e os prazos, que podem ir de 3 a 15 anos, ficam em média em 15 anos. Os juros no banco podem ser pós-fixados, corrigidos pela inflação do IGP-M ou do IPCA, mais juros fixos de 1,45% ao mês, ou 18,85% ao ano. Há a opção prefixada, que cobra 1,95% ao mês, ou 26% ao ano.

1 empréstimo baseada na alienação fiduciária, que consiste na transferência do imóvel para o credor, e este permanece como proprietário até que a dívida seja totalmente quitada.   Nerian Gussoni é superintendente do Banco Máxima, tem 26 anos de experiência em negócios imobiliários atuando nos segmentos de construção civil (gerenciamento de obras), incorporação, estruturação de operações e securitização e desenvolvimento de produtos e comercialização de operações estruturadas e plano empresário. Informações: www.bancomaxima.com.br   Revista: Qual Imóvel – 07/11/2016