Apoio

SCR

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE CRÉDITO DO BANCO CENTRAL

1. CONCEITO

O Sistema de Informações de Crédito (SCR) é o principal instrumento utilizado pela supervisão bancária para acompanhar as carteiras de crédito das instituições financeiras. Nesse sentido desempenha papel importante na garantia da estabilidade do Sistema Financeiro Nacional e na prevenção de crises, proporcionando mais facilidades para os tomadores de empréstimos e maior transparência para a sociedade.

O SCR é um banco de dados alimentado mensalmente pelas instituições financeiras, mediante coleta de informações sobre as operações concedidas. Atualmente, são armazenadas no banco de dados do SCR as operações dos clientes com responsabilidade total igual ou superior a R$ 5 mil, a vencer e vencidas, e os valores referentes às fianças e aos avais prestados pelas instituições financeiras a seus clientes.

2. FINALIDADE E O USO DAS INFORMAÇÕES DO SISTEMA.

A finalidade do SCR é propiciar ao Banco Central do Brasil a possibilidade de adotar medidas preventivas com o objetivo de proteger os recursos que os cidadãos confiam às instituições integrantes do sistema financeiro. Assim o SCR tem a finalidade de reforçar os mecanismos de supervisão bancária, com o aumento da eficácia de avaliação dos riscos inerentes à atividade e auxiliar as instituições financeiras na gestão de suas carteiras de crédito, preenchendo uma lacuna na obtenção de informações sobre as características e avaliação da capacidade de pagamento dos devedores, com impactos positivos na diminuição dos índices de inadimplência.

3. FORMA DE CONSULTA ÀS INFORMAÇÕES DO SISTEMA.

3.1. O acesso ao SCR pode ser feito pelas instituições financeiras participantes do sistema, pelos tomadores de empréstimos e financiamentos e pelas áreas especializadas do Banco Central. Para as instituições financeiras, é necessária a autorização expressa dos clientes.

3.2. As pessoas físicas e jurídicas podem se cadastrar no Banco Central para acessarem, gratuitamente, por meio da internet, seus dados porventura cadastrados no SCR. Se conveniente, podem obter relatórios com informações detalhadas a seu respeito, diretamente nas Centrais de Atendimento ao Público, mantidas pela Autarquia em dez capitais do país, mediante apresentação dos documentos exigidos.

3.3. Documentos exigidos:

  • Pessoa física: Identidade; e CPF.
  • Pessoa jurídica: contrato social (original ou cópia autenticada), certidão da Junta Comercial, declaração atestando que os documentos apresentados são atuais e fidedignos, bem como documento de identificação do representante legal (original ou cópia autenticada).

3.4. Formulário de solicitação de credenciamento no Sisbacen para obtenção da senha de acesso
O formulário pode ser obtido nas Centrais de Atendimento ao Público do Banco Central ou no endereço:

  • Pessoa Física: http://www.bcb.gov.br/htms/Sisbacen/credenciamento_PF.rtf
  • Pessoa Jurídica:http://www.bcb.gov.br/htms/Sisbacen/credenciamento_PJ.rtf
4. PROCEDIMENTOS NECESSÁRIOS PARA CORREÇÃO, PARA EXCLUSÃO E PARA REGISTRO DE MEDIDAS JUDICIAIS E DE MANIFESTAÇÃO DE DISCORDÂNCIA QUANTO ÀS INFORMAÇÕES DO SISTEMA.

Somente as instituições financeiras são responsáveis pelo encaminhamento dos dados sobre as operações de crédito. Sendo assim, na hipótese de verificação de qualquer inconformidade pelo cliente, com os dados sobre operações de crédito lançados em seu nome, este deverá, preferencialmente, solicitar, por escrito, a correção ou a exclusão das informações imprecisas. Eventuais questionamentos judiciais devem ser encaminhados diretamente à instituição financeira que informou os dados sobre a operação.

Eventuais questionamentos judiciais devem ser encaminhados diretamente à instituição financeira que informou os dados sobre a operação. Para esta finalidade o Banco Máxima disponibiliza seu canal de Ouvidoria a ser acessado pelo  telefone 0800-285-1200 ou pelo e-mail ouvidoria@www.bancomaxima.com.br.

Para maiores informações ligue para a Central de Atendimento do Banco Central do Brasil: 0800 979 2345 ou acesse o site http://www.bacen.gov.br/.

5. PRIVACIDADE DO CLIENTE

O SCR preserva a privacidade do cliente, pois exige que a instituição financeira possua autorização expressa do cliente para consultar as informações que lhe dizem respeito.

Fonte: Banco Central do Brasil